Os seus doze chakras são conjuntos ou bolsos de energia de onde os acontecimentos podem emergir. Eles contêm memória e identidade e cada um corresponde a uma fita de DNA. Os sete chakras principais encontram-se no corpo de vocês, começando na base da coluna e se movendo para cima. Há mais outros cinco do corpo, perfazendo um total de doze vórtices, ou doze sóis, como gostamos de chamá-los. A oxigenação, a luz e a intenção consciente ativarão esses centros de energia e, uma vez ligados, o desafio de vocês é traduzir todos os dados transportados por eles para as fitas de DNA.
Os chakras dentro do corpo humano podem liberar a memória deste – a experiência do corpo nesta vida, bem como as de outras encarnações.

O primeiro chakra armazena a identidade essencial; está relacionado a quem vocês são e como sobrevivem. Leva-os à jornada dentro de si mesmos e à base de suas
crenças essenciais.

O segundo chakra relaciona-se com a criatividade e a sexualidade; abre os registros de suas crenças e experiências nessas áreas. Estes dois primeiros chakras correspondem aos conhecimento tradicional que vocês têm das duas fitas de DNA. As questões ligadas à identidade, à sobrevivência, à sexualidade e à criatividade vêm desafiando vocês há milênios.

O terceiro chakra está relacionado ao plexo solar – suas entranhas, por assim dizer. Quando aberto, ajuda-os a sentir e intuir o próprio caminho pela vida. Nas mulheres, devido ao sangramento menstrual e à gravidez, essa área é frequentemente mais ativa e encarada com grande respeito. A vontade, o poder e os sentimentos que possuem repousam aí.

O quarto chakra alinha-se com o coração; quando aberto, conecta vocês com toda a vida. A compaixão flui deste centro energético, permitindo que compreendam o por quê, a razão daquilo que percebem. O fluxo de compaixão transporta-os para além do julgamento, que age como uma armadilha para os separar.

O quinto chakra é encontrado na garganta, permitindo a grande dádiva da expressão vocal, através da qual vocês dizem as próprias verdades.

O sexto chakra ativa o terceiro olho, estimulando a capacidade de enxergar além dos confins da terceira dimensão.

O sétimo chakra situa-se no topo da cabeça. Quando aberto, liga e faz circular as energias espirituais pela área craniana. Uma vez estimulado, as glândulas pituitária e pineal, bem como o hipotálamo, desempenham papel ativo na sua ligação com o superior.

O oitavo chakra está muito próximo do corpo físico – em qualquer ponto, desde alguns centímetros até mais ou menos um metro acima da cabeça. Está relacionado aos domínios invisíveis fora do corpo.

O nono chakra encontra-se fora da atmosfera terrestre; talvez tão distante quanto a lua, conectando vocês como espectadores e administradores da Terra.

O décimo chakra alcança o sistema solar, dando acesso a tudo o que há nele.

O décimo primeiro chakra é o chakra galático, que oferece informações acerca das influências estelares que sofrem.

O décimo segundo chakra encontra-se fora desta galáxia e dá acesso ao que se encontra no resto do universo, como vocês o imaginam.

12chakrasystem-web

Em geral, vocês ainda não têm acesso a informações fora deste universo, porque o corpo humano não se encontra suficientemente evoluído para lidar com elas. Um dia, vocês poderão evoluir até lá. Porém, neste tempo, vocês concordaram com uma evolução consciente aqui na Terra – para tornarem-se uma estação de rádio, irradiando uma frequência que todos possam agüentar.

Extraído do Livro Terra – Chaves Pleiadianas
de Barbara Marciniak